Favor habilitar Javascript! CINEMA BRASIL NA INTERNET - CINEMA BRAZIL NA INTERNET

  Other Idioma?  
clique no banner acima                                                    
  Contato O Projeto
Mapa do Site
| Início | Acervo de Filmes | Roteiroteca | Vídeo online | Debates | Cadê Profissionais? | Memória |
|
Cine Matérias

Seu filme favorito

A Produtora
O que é o Projeto
Quem aprova
COMO PATROCINAR
Matérias/Artigos
Política/Mercado
Festivais/Concursos
Dicas de Produção
|

CURTA-SE
TERCEIRO FESTIVAL DE CURTAS DE SERGIPE

DIA 03/06/2003


Foi bom o seminário que teve a Assunção Hernandes na mesa.
Ela fez um histórico do que aconteceu nos últimos dois meses
com o Cinema Brasileiro, desde a Assembléia Geral do CBC
de 12 de Fevereiro até o dia de hoje. A platéia se agitou,
refletores se acenderam, quem estava fora do auditório entrou,
quem estava dentro concentrou sua atenção. Sergipe parece
mesmo interessada nos novos rumos do cinema deste país, até
para se inserir politicamente e economicamente no setor
audiovisual.



Veja a seguir a PREMIAÇÃO e a CARTA DE SERGIPE
que foi lida no auditório, logo após o seminário.



          		   PREMIAÇÃO

              Premiados: Curta-Se entrega troféu "Ver ou Não Ver"

    Depois de cinco dias, o Festival Luso-Brasileiro de Curtas-Metragens de
Sergipe, terminou, ontem, em clima de emoção e festa, com a premiação dos
melhores curtas e homenagens a algumas pessoas que fizeram a história do
cinema sergipano e aos patrocinadores do evento, que compareceram ao
Cinemark, Shopping Jardins. O troféu "Ver ou Não Ver" foi idealizado pelo
artista plástico, ator e diretor teatral Ilo Gruly. 

   Na categoria vídeo, a mais tradicional do festival, foram escolhidos
quatro vencedores: Na Lona, de Stefan Hess, em segundo lugar, We Belong, de
Sergio Sá Leitão, e, na terceira colocação O Ciclone Lento e Sutil, de
Cristiano Trindade. O sergipano Tarcísio Duarte levou o prêmio de melhor
vídeo sergipano com Em Busca doTempo Perdido. Emocionado, Tarcísio agradeceu
aos familiares e ao jornalista Cleomar Brandi, roteirista do vídeo que
aborda a loucura. Os jurados da categoria de vídeo foram Murilo Navarro e a
jornalista Maíra Ezequiel.

    Já na categoria 16 mm o vencedor foi Verdade ou Conseqüência, de Aleques
Eiterer, e na categoria 35 mm Rua da Escadinha 162 foi o grande vencedor. Os
jurados das categorias 16 mm foram Cristiana Grumbach, assistente de direção
de Edifício Master, e Henrique Rovira, ator de Celeste e Estrela.

    Na categoria de 35 mm, os cineastas Torquato Joel e Luiz Fernando
Petzhold se uniram a Ivan Valença para formar o corpo de júri. Os curtas em
35 mm Céu de Iracema, de Iziane Mascarenhas, Coruja, de Simplício Neto e A
Janela Aberta, de Phillipe Barcinski ganharam menções honrosas. A animação O
Lobisomem e o Coronel de Elvis K. Figueiredo e Ítalo Cajueiro, que já ganhou
19 prêmios em todo o mundo, foi o curta preferido do público.

http://www.curtase.org.br



                CARTA ARACAJU 2003


CARTA ARACAJU 2003    

Os novos rumos da política cultural para o audiovisual promoveram discussões
na sociedade e na mídia acerca da distribuição do patrocínio estatal e à
escassez de recursos para o setor. 

Os incentivos culturais, em especial os das empresas estatais, foram
responsáveis pela grande parte da retomada de nossa produção cinematográfica
e pelo reencontro do nosso público com o cinema brasileiro, apesar das
dificuldades alardeadas por alguns e da concentração dos recursos para o
eixo Rio-São Paulo, prejudicando e inviabilizando o desenvolvimento do setor
em outras regiões do país.

Os diversos segmentos reunidos no III CURTA-SE Festival Luso-Brasileiro de
Curtas-Metragens de Sergipe e consolidados com os do 13º Cine Ceará, julgam
importante trazer a sua visão sobre a questão.  Deste modo, considera-se
essencial que o novo Governo esteja atento para  garantir  o seguinte:

- Que toda e qualquer interlocução na busca de uma política transparente de
distribuição dos recursos públicos de incentivo na área do audiovisual seja
feita através das entidades que legitimamente representem os profissionais
da área, garantindo a representação regional..

- Que seja implementada uma nova política de distribuição dos recursos
incentivados a fim de contemplar de forma geograficamente mais equânime,
todo o país, garantindo assim a diversificação da produção e a criação de
empregos  em todas as regiões do Brasil.

- Que a  contrapartida social  da atividade audiovisual seja um compromisso
seguido por todos os que trabalham na área contribuindo  com o avanço social
e cultural  do País.

- Que julgamos fundamental o fortalecimento  tanto  do Ministério da Cultura
quanto da Secretaria de Comunicação, responsáveis  que são por atividades
estratégicas ligadas à nossa própria soberania.       

- Que sejam implementados Cursos de formação e capacitação audiovisuais para
inclusões de regiões desprivilegiadas outrora.

- Pelo reequipamento do CTAv em Núcleos Regionais.

- Que se promova abertura de editais de concursos para o cinema cultural
anteriormente discutidos com as entidades representativas, juntamente com os
governos estadual e municipal.

- Manter a mão-de-obra em constante ocupação, evitando a sazonalidade.

- Pela Preservação da memória cinematográfica como questão estratégica para
a diversidade cultural dos brasileiros.

- Apoio ao projeto de lei 256/92 aprovado em 10/12/2002 pela Comissão de
Ciência e Tecnologia da Câmara de Deputados, projeto de autoria da Deputada
Federal Jandira Feghali em sua mais recente versão, que busca a
regionalização da produção cultural, artística e jornalística

CARTA ARACAJU 2003 

ASSINATURAS


PROGRAMAÇÃO:
TERÇA-FEIRA - 3 DE JUNHO 
 
Espaço Cultural Yázigi
10h - Seminário Cinema Brasileiro
Painel 3: "A Parceria Cinema/Televisão no Contexto do 
Mercado Televisivo Internacional"
Coordenador: Daniela Baranzini - Zoom/TV Cultura (SP) 
Convidados: Rosário Caetano (Jornal O Estado de S. Paulo), 
João Garção - Ondas Curta (Portugal), Wilson Cunha - 
 Canal Brasil (RJ)
14h - Seminário Cinema Brasileiro
Painel 4: "Cinema Brasil: Novos Rumos "
Coordenadora: Rosângela Rocha – Organizadora do 3º Curta-Se
Convidados: Orlando Senna – Sec. do Audiovisual – MinC (DF),
 Assunção Hernandes – CBC (SP), 
Antonio Leal – Fórum dos Festivais (RJ), 
Eugênio Dezen - Sup. de Negócios da Petrobras (SEAL), 
Tânia Soares - Pres. da FUNCAJU
16h – Elaboração da Carta de Aracaju 2003
Acesso: livre (mediante inscrição)

Tenda Cultural - Shopping Jardins
16h - Performances e esquetes
16h20min – Show musical: Escamboada
17h20min - Making of do 3º Curta-Se
Acesso: livre

Cinemark - Shopping Jardins 
19h – 5° longa convidado
Celeste & Estrela, de Betse de Paula
20h40min – Premiação das Mostras Competitivas - 
Exibição dos melhores curtas
Acesso: 1 kg de alimento não-perecível (Programa Fome Zero)

23h - Festa de encerramento
 


Comentários do CINEMABRASIL sobre o festival:
Dia 31/05/2003
Dia 01/06/2003
Dia 02/06/2003
Dia 03/06/2003
OS PREMIADOS
CARTA DE ARACAJU de 2003
site oficial

|




|
visitas:
| Início | Acervo de Filmes | Roteiroteca | Vídeo online | Debates | Cadê Profissionais? | Memória |